Traductor

domingo, 24 de junho de 2012

Frango à schwenkbraten


A uns dias atrás, lembra que fiz aquele churrasquinho alemão com um tempero a base de cebolas. Depois de limpar os nacos de carne dos temperos, vendo que era muito (usei metade das cebolas a assar nas brasas) e me deu pena de deitar fora. Visto que tinha aqui um frango resolvi deixar o frango no resto desse tempero guardado no frigorifico. Dois dias depois assei no forno, não é que ficou uma delicia claro que aproveitei o resto dos temperos, mas você pode seguir a receita aqui e trocar a carne por frango.

Ingredientes
1 frango limpo
1 copo de vinho branco
Tempero de “schwenkbraten”
Batatas que baste
Uma couve lombarda

Preparação
Colocar o frango com os temperos numa tabuleiro de ir ao forno juntamente com os temperos e adicionar o vinho, descasque as batatas e corte aos gomos e espalhe pelo tabuleiro. Leve ao forno 180º durante 45 minutos. Sirva com a couve lombarda cozida.

Bom Apetite

sábado, 23 de junho de 2012

Bifes Enrolados


Hoje resolvi fazer uns bifinhos enrolados para fugir ao tradicional bife frito ou grelhado. Procurando nos meus arquivos encontrei uma receita que obtive na  cidade de Coimbra, numa das minhas visitas feita a cidade. Esta receita de bifes era servida com um purê de batatas, mas resolvi servi-la com Tagliatelles uma das massas mais antigas que se tem conhecimento os “taglialle”  também conhecidos como “Mafalda”  (em tiras de 2.5 cm de largura), a qual davam o nome de “laganum” , nomes usados na antiga Roma imperial. Hoje em dia são conhecidos como “tagliatelles”,seu nome em italiano. Trata-se de uma massa de ovos de 0.5 centímetros espessura e enrolada em forma de ninhos muito popular no sul e centro da Itália. Muito conhecida também em alguns países com o nome talharins ou fetuccine. São ideal para servir com molhos, carnes, frutos do mar, etc.


Ingredientes para 4 pessoas
 
4 bifes de vitela grandes e finos
8 fatias finas de chourição
4 fatias de queijo (de sua preferência)
1 cenoura grande ralada
2 dentes de alho picados
1 cebola, picada
50 g de manteiga
2 tomates bem maduros e grandes triturados
1 copo de vinho branco
sal grosso
pimenta a gosto


Preparação
Espalmar muito bem os bifes (com um martelo de cozinha) e temperar com sal e pimenta. Cobrir cada bife com uma fatia de queijo, duas fatias de chourição e uma colher (de sopa) de cenoura ralada. Enrolar os bifes em forma de charutos, apertando bem. Prender as pontas com palitos de madeira e reservar.

Aquecer a manteiga num tacho e refogar a cebola picada juntamente com os alhos por 5 minutos, acrescentar o resto da cenoura ralada, deixar apurara um pouco. Adicionar o tomate triturado e envolver, regar com o vinho branco e deixar levantar fervura. Baixar o lume e temperar com sal e pimenta. Tapar com uma tampa e cozinhar em lume brando durante 8 minutos, mexendo de vez em quando. Juntar os bifes enrolados ao molho  e deixar tapado a estufar em lume brando aproximadamente 20 minutos, virando os bifes de vez em quando.
 
Retirar os bifes da caçarola e retirar os palitos.  Colocar estes numa travessa, com o molho ao lado. Servir de imediato, acompanhando com os tagliatelles cozidos ao dente (cerca de 9 minutos), poderá também servir com purê de batata caseiro ou legumes cozidos.






Bom Apetite

terça-feira, 19 de junho de 2012

Arroz de Grelos


Não é a toa que me chamam de arrozeiro, pois sé a cereal que gosto é o arroz,  para mim vai como acompanhamento ou conduto, nunca fica mal, cobima com uma imensidade de pratos. Mas há um que eu adoro, e o meu arroz preferido, sem comparação o Arroz de Grelos. Apesar de ser um simples acompanhamento de peixe frito para muitos, pois há quem o faça por ai tipo malandrinho ou pior ainda como me o apresentaram aqui a dias quando fui jantar fora, mais parecia uma sopa esverdeada, Tenho pena que estraguem a boa gastronomia Portuguesa com essas experiências com estes preciosas bagos de arroz. Um verdadeiro arroz de grelos tem que ser cremoso, quando servido tem que aguentar-se bem sem escorrer. Depois tem os grelos que para mim tem que ser de nabos, mas como gostos não se discutem pode-se usar de couves. 

Ingredientes
1 medida de arroz ( preferência Carolino )
3 medidas de água
Alhos que baste ( para uma medida de arroz dois dentes de alho )
1bom molho de grelos de nabo
Sal para temperar e pimenta  em grão a gosto
Azeite que baste 




.
Preparação
Arranje os grelos aproveitando a parte das flores e as folhas, rejeitando as partes mais duras do talo. Lave, escorra bem e reserve. Num tacho aqueça o azeite e frite a pimenta e os dentes de alho esmagados com a casca. Assim que os alhos começarem a ganhar uma ligeira cor amarelada, retire-os e reserve-os. Introduza os grelos e tempere com sal deixe  algum tempo em lume forte, mexendo sempre até os grelos ficarem moles e reduzidos, adicione duas medidas de água reservando a outra medida no frigorifico para ficar fria, reintroduza os alhos e ponha o arroz, mexa e deixe levantar fervura, tape e reduza o lume ao mínimo e deixe cozer uns 12 minutos, apague o lume, deixe tapado mais 5 minutos. Adicione então a outra medida de água e mexa bem durante o tempo suficiente para que adquira uma consistência cremosa e aveludada. Sirva de imediato, normalmente com peixe frito ou carne assada, ou então com uma boa alheira como foi o meu caso.

Bom Apetite

sábado, 9 de junho de 2012

Schwenkbraten


Olá como notaram fiquei uns dias sem aparecer por aqui, e quando apareci as minhas duas primeiras receitas tem titulo em alemão. Pois é fui uns dias até ao sudoeste da Alemanha mais propriamente em Idar-Oberstein uma cidade localizada no distrito de Birkenfeld estado da Renânia-Palatinado (Rheinland-Pfalz), e sendo eu um aficionado em gastronomia, trousse da Alemanha umas receitazinhas de dar água na boca que vou publicando assim que as fizer. Mas hoje estou aqui para falar de um prato que é típico desta zona, tratasse do ”schwenkbraten”. Traduzindo para português seria “frite giratório”, que não tem nada a ver, porque até é grelhado ou seja schwenkbraten é um troço de carne (lombo do cachaço) com cerca de 300 gramas que fica marinado em cebolas (muitas),alhos, pimenta,sal e etc. durante umas 24 horas. Esta receita segundo ouvi falar por alguns habitantes da zona foi trazido para ai nos anos 50/60 quando os industriais das pedras preciosas de visita ao Brasil (em busca de pedras em bruto, pois Idar-Oberstein é também conhecida como a capital das pedras preciosas, ainda hoje existe algumas indústrias de polir pedras) viram que os habitantes do interior da Brasil grelhavam grandes nacos de carne sobre o brasido da lenha, daí levaram a receita para a Alemanha. Atualmente a carne já se compra temperada nos talhos, alias quase toda a carne nessa zona já se compra temperada, existe uma concorrência entre os talhos de quem faz o melhor tempero não só do schwenkbraten, mas de quase todos os outros tipos de carne. Ai na zona de Renânia-platinado o schwenkbraten e feito no "Schwenkgrill " (grade giratória), uma espécie de grelhador em forma de tripé na qual leva uma grelha redonda suspensa por uma corrente pendurada no tripé e que gira sobre o fogo de lenha (por ai usasse muito a lenha para os grelhados) assim a carne vai grelhando  ou assando sem sé queimar. Não tendo esse famoso grelhador (eu tenho um) podemos usar um normal que o resultado também e excelentes, a receita que eu trousse e de um talho local, verifiquei que alguns temperos podem mudar de talho para talho sendo comum em todos o uso de bastantes cebolas.
A receita que aqui deixo e por cada 300 gramas de carne na qual depois multiplica-se pelo numero de pessoas.

Ingredientes
300 gramas de lombo de porco (cachaço) inteiro
1 cebola grande (ou 2 medias) as rodelas
1 dente de alho esmagado
1 pitada de pimenta
1 pitada de colorau
1 pitada de sal de alho (facultativo, se não encontrar não faz mal)
Sal grosso que baste 

Preparação
De ¼ da cebola corte e pique bem picado e misture com os restantes ingredientes. Com esse preparado esfregue bem o naco de carne, coloque num recipiente no meio da restante  cebola e guarde no frigorifico durante 24 horas antes de grelhar. Na hora de grelhar limpe a carne dos temperos, querendo e gostando de cebolas pode embrulhar o preparado de cebolas em papel prateado e grelhar, da um bom acompanhamento para a carne. Sirva com arroz ou batatas fritas ou simplesmente com uma salada.  
                                     

Obs.; Pitada é o que cabe entre o dedo polegar e o dedo indicador.

Bom Apetite

domingo, 3 de junho de 2012

Salat mit Garnelen


Salada com camarões (português) a parte de ser uma salada normal leva miolo de camarão rebuçados na qual pode ser servida como uma refeição ligeira ou como primeiro prato, Este é mais um prato vindo da Alemanha, com a diferença que substitui o pepino por pimentão, acrescentei uma rodela de laranja e adicionei um pouco de óleo de palma na fritura dos camarões para dar um toque mais tropical. Não deixo quantidades, apenas friso 100 gramas de miolo de camarão por pessoa sendo o resto dos ingredientes a vosso critério.

Ingredientes
Para a salada;
Alface aos troços
Tomate as rodelas
Cebola as rodelas
Tiras de pimentão (verde ou vermelho)
Cenoura ralada
Ovo as rodelas
Laranja as rodelas

Para os camarões;
Miolo de camarões pré-cozido
Ovos batidos
Farinha de pão ralado com ervas aromáticas (salsinha)
Farinha de trigo (ou farinha própria para rebuçar)
Alho, sal e tabasco a gosto
Óleo de palma que baste ( basta por uma colher ou duas “das de sopa”no óleo de fritar)

Preparação
Camarões;
Deixe os camarões num recipiente com água quente aromatizada com alhos esmagados e temperada de sal e tabasco a gosto durante 30 minutos aproximadamente. Findo esse tempo escorra-os bem e passe-os primeiro na farinha de trigo, depois nos ovos e por fim no pão ralado, leve a fritar no óleo bem quente retirando assim que começar a aloirar. Reserve em lugar quente.

Salada;
Depois de todos os ingredientes bem lavados, monte a salada em pratos individuais, espalhe por cima os camarões ainda quentes e enfeite com uma rodela de laranja. Sirva assim e coloque os temperos (azeite, vinagre, sal, pimenta, etc.) na mesa para que temperem a seu gosto.

Bom Apetite

sábado, 2 de junho de 2012

Hühnerflügel mit Reis Paprika


Asa de frango com arroz de pimentão (em Portugues), aqui esta uma versão das buffalo chiken wingsna Alemanha, a única coisa semelhante a usarem é a asa, só que aqui usasse a asa inteira (tirando apenas a ponta). Em vez de fritar vai forno assar já temperada, na Alemanha estas asas compram-se já preparadas, assim como quase toda a carne que se vende nos talhos.

Ingredientes
1 kg de asas de frango
2 colheres (das de sopa) de Pimentão doce ou picante (paprika em pó)
1 colher (das de chá) de sal com sabor a alho
1 colher (das de sopa) de oréganos secos
2 colheres (das de sopa) de óleo vegetal

Para o arroz
1 chávena (das de chá) de arroz agulha
1 dente de alho
1 cebola pequena
1 pimentão vermelho
Sal e azeite que baste

Preparação
Num recipiente que leve as assas já limpas e sem as pontas, tempere com a paprika em pó,o sal de alho ( sé não encontrar sal com sabor de alho, pode usar 1 ou dois dentes de alho bem picadinho e sal fino), os oréganos e o óleo, revolva tudo e deixe repousar 1 hora aproximadamente para tomar gosto. Entretanto prepare o arroz num tacho com uma golada de azeite o pimentão aos troços, a cebola e o alho bem picados, leve ao fogo moderado até a cebola começar a aloirar, coloque duas medidas de água do arroz e deixe levantar fervura. Tempere de sal e coloque o arroz para cozer em lume fraco.
Coloque as asas num tabuleiro e leve ao forno 180º na posição com ventilação durante 40 minutos aproximadamente. Sirva com o arroz e uma salada verde.

Bom Apetite