Traductor

domingo, 23 de setembro de 2012

Espetadas



Tá um fim de verão gostoso com um pouco de sol, e resolvi ascender a churrasqueira para grelhar umas espetadas.
Espetada; termo  português para uma técnica culinária em que se espetam pedaços de alimentos, geralmente carne. Podem ser de palitos de madeira,bambú ou espetos metálicos, para fazerem-se na brasa ou, mais raramente, fritos. A espetada considerada por muitos um “prato típico português”. Existindo em todo país uma variante enorme de prepara-las.

As espetadas são preparadas com vários tipos de carne, assim como com vários tipos de peixe ou até com marisco.As espetadas mais tradicionais são de carne de vaca e porco, ou seja, as ditas espetadas mistas, com ambas as carnes. Podem também ser preparadas com carne de peru ou frango. Na maior parte dos casos, entre as carnes são colocados pedaços de pimentão, cebola e chouriço. Ás espetadas de peixe, são por vezes usados pedaços de peixes diferentes numa mesma espetada. Sendo o tamboril um dos peixes mais utilizados. Podem fazer-se espetadas de lulas intercaladas com camarões, ou até mesmo só de legumes para acompanhar outros tipos de pratos. Um pouco por todo o mundo  esta forma de cozinhar é comum em muitas culturas e encontra nomes muitas vezes diferentes,variando de país para país. Em muitas culturas, misturam-se vários tipos de alimentos na mesma espetada, incluindo peixes,carnes e vegetais. Outra forma  de fazer, são as de frutas normalmente não cozinhadas, mas que podem ser servidas  simples ou com um molho mais ou menos elaborado.

 











 

Ingredientes
300 gramas de carne de vaca
300 gramas de carne de porco
100 toucinho fumado ou bacon
½ choriço de carne
1 pimentão verde ou vermelho
1 cebola
Sal grosso que baste
Palitos de espeto necessário (Bambú ou metal)


Preparação
 Corte as carnes em pedaço mais ou menos do mesmo tamanho, chouriço em rodelas grossas, o toucinho em tiras, reserve. Descasque a cebola e corte em gomos e corte o pimentão em pedaços quadrados, reserve. Depois de todos os ingredientes preparados comece a montar as espetadas alternando todos os ingredientes. Depois das brasas bem acesas (carvão) disponha as espetadas para grelhar salpicadas com sal grosso, querendo depois de grelhadas pode passar com um molho que se prepara da seguinte maneira; num recipiente ponha um alho picado, uma colher de sopa de azeite, uma colher de sopa de vinagre, uma colher de café de oréganos e tabasco a gosto, misture tudo e com um pincel próprio passe por cima das espetadas. Pode servir com batatas fritas, arroz e salada, caso faça espetadas de peixe aconselho batatas cozidas.

Bom Apetite

sábado, 22 de setembro de 2012

Pastéis de Natas



Bem acho que estas na hora de por alguma coisa doce, as ideias são tantas que fica um pouco difícil escolher. Vendo receitas que prometi postar escolhi a dos famosos Pastéis de Natas.
Esta receita tem origem em Belém quando os clérigos do Mosteiro do Jerónimos puseram à venda uns tais de pastéis de nata  numa tentativa de subsistência.  Em 1834 o mosteiro fechou e o pasteleiro do convento vendeu a receita ao empresário português vindo do Brasil Domingos Rafael Alves, que até hoje continua na posse dos seus descendentes.  
Em 1837 foram inauguradas as instalações da "A antiga confeitaria de Belém". Desde então até hoje segue confeccionando os ditos pasteis. A receita única e exclusiva conhecida pelos pasteleiros que os fabricam artesanalmente mantém-se igual até aos dias de hoje. Tanto a receita original como o nome "Pastéis de Belém" está patenteada.
Atualmente é possível comprar pastéis de nata, provenientes da indústria de pastelaria, mas os originais continuam a ser os da pastelaria de Belém (apenas estes podem ser denominados Pastéis de Belém), em Lisboa que preservam o segredo e o saber da sua confecção.
Convém salientar que os Pastéis de Nata e os Pastéis de Belém, embora semelhantes e com uma história comum, são dois tipos de pastéis totalmente diferentes. Os Pastéis de Nata contêm nos seus ingredientes natas, ao passo que os Pastéis de Belém não possuem este ingrediente, sendo confeccionados essencialmente com gemas de ovo e açúcar. Assim, provando Pastéis de Nata e Pastéis de Belém é muito notória a diferença de sabor, embora o aspecto possa ser algo parecido. Mesmo a massa folhada é claramente diferente, tanto de aspecto como de gosto.
Como por aqui não temos os Pasteis de Belém ficamos mesmo com os de natas, que ainda quentes podem ser servidos polvilhados com canela e açúcar em pó à moda de Belém.

Ingredientes para massa                    
300 gramas de farinha
250 gramas de manteiga
Sal e água que baste

Ingredientes do recheio
2 chávenas (das de chá) de natas
8 gemas de ovo
8 colheres (das de sopa) de açúcar

Preparação (massa e recheio)
Misture a farinha e o sal diluido em um pouco de água e trabalhe a massa até fazer ligação. Divida a manteiga em 3 partes, estenda a massa e espalhe sobre ela uma das partes da manteiga e enrole como um tapete. Repita esta operação mais duas vezes até esgotar a manteiga. Deixe descansar uns 20 minutos, estenda a massa e corte em fatias de 2 cm de espessura. Coloque cada fatia sobre uma forma (das pequenas tipo para fazer empadinhas ou queques), rode com os dois polegares a forma num sentido espalhando a massa de modo a encher com ela a forma, reserve. Entretanto leve ao lume em banho-maria as gemas batidas com o açúcar e as natas até engrossar. Deixe arrefecer e devida pelas formas forradas com a massa. Leve ao forno 180º cerca de 25 minutos, até os pastéis ficarem cozidos e tostados.

Bom Apetite

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Bananas fritas com feijoada brasileira



Hoje não tenho uma receita nova mas sim uma reedição de uma receita  Feijoada Brasileira  , só que desta vez como não tinha farinha de mandioca para fazer farofa resolvi servi-la com banana frita ( não é que ficou bom mesmo). Pois foi o que aconteceu no domingo passado, aproveitei também como tinha poucas fotos na receita da feijoada para por mais algumas. Também podem servi-la com carnes grelhadas ou simples, sei La usem a imaginação.

Ingredientes
2 ou 3 bananas
1 ovo
1 colher (das de chá) de açúcar
Pão ralado que baste

Preparação
Depois das bananas descascadas corte em troços, reserve. Bata o ovo com o açúcar e passe por eles as bananas, escorra bem e passe pelo pão ralado,  reserve. Numa frigideira aqueça o óleo e frite os troços de banana.



Preparação da couve frita

















                                                                                    A feijoada












O arroz














                                                                                    As carnes














Uma boa pratada














Bom Apetite

domingo, 2 de setembro de 2012

Salada de tomates à grega


 Hoje é um daqueles dias que não tenho vontade de fazer nada e para não complicar muito resolvi fazer uma salada com uns tomates oferecidos por um amigo que tem um horto. Tudo muito simples, tomates, cebola, queijo de cabra e especiarias Muito idêntica aquela  Salada Grega  que fiz aqui a tempos.

Ingredientes
Tomates
Cebola
Ovos cozidos
Queijo de cabra
Especiarias (oréganos, manjericão,páprica,cúrcuma,etc.)
Sal, azeite e vinagre

Preparação
Cortar os tomates as rodelas, os ovos ao meio, a cebola aos gomos e o queijo aos quadradinhos. Temperara com as especiarias, sal,azeite e vinagre.

Bom Apetite