Traductor

domingo, 21 de julho de 2013

Frango em molho de tomate com Tortiglioni

Tortiglioni (também conhecido como succhietti) tem uma forma cilíndrica tipo colar, com ranhuras na sua superfície exterior. Normalmente, tem um comprimento de cinco centímetros e um diâmetro inferior ao rigatoni. Os sulcos formam espirais (ao contrário rigatoni que correm em paralelo).As ranhuras na superfície do torttiglioni pela sua forma ajudam a reter os molhos, fazendo deste tipo de massa uma excelente utilização com molhos. Além disso, pode ser usado como decoração em saladas de massas.
Para acompanhar com esta massa resolvi fazer um dos molhos mais popular para acompanhar qualquer tipo de massas. O “molho de tomate” que é feito principalmente a partir de polpa de tomate, cada país tem uma versão deste molho; no México por exemplo usam pimentões vermelhos, coentro, cebola , vinagre, limão e sal, no caso de Espanha e Itália, cebolas fritas, manjericão, sal, azeite, alho e especiarias diversas. O molho de tomate está disponível hoje embalado de várias maneiras. Em países, como Austrália, Nova Zelândia, Índia e Grã-Bretanha o "molho de tomate", normalmente se refere ao tempero doce chamado ketchup à base de tomate. Nesses países, os molhos feitos com tomate, ou seja os molhos para massas são chamados de molho para frango ou carnes, dependendo do seu uso. Já na Venezuela os molhos feitos com tomates são chamados Tomattina, molho de macarrão, molho de pizza, etc.
Aqui dou o meu toquezinho especial, “com ervilhas” e em vez de usar um frango aos pedaços, prefiro usar as sobrecoxas do frango, na qual são mais suculentas.

Ingredientes
600 gramas de sobrecoxas de frango (entre 6 a 8 sobrecoxas)
150 gramas de ervilhas (opcional)
400 gramas de tomates vermelhos bem maduros
1 chávena (das de chá) de polpa de tomate
2 cebolas medias
3 dentes de alhos
1 folha de louro
1 copo de vinho branco
 Um ramo de manjericão fresco (3 colheres de sopa depois de picado)
1 colher (das de sopa) de colorau
1 limão (sumo)
Sal quanto baste
Azeite quanto baste
Queijo parmesão ralado quanto baste
Pimenta ou tabasco a gosto (preferência)

Preparação
Comece por limpar as sobrecoxas do excesso de gorduras e tempere de sal, colorau e pimenta ou tabasco a gosto. Regue tudo com o sumo do limão e deixe marinar por 1 hora como mínimo. Num tacho grande com o fundo coberto de azeite comece por dourar as sobrecoxa até ficarem bem douradinhas, retire e reserve as sobrecoxas. No mesmo tacho com a gordura que ficou acrescente as cebolas e os alhos picados e a folha de louro inteira, deixe aloirar um pouco e acrescente a polpa de tomate e o vinho branco, deixe ferver bem até perder o álcool e introduza os tomates pelados e triturados sem as sementes (para tirar a pele aos tomates introduza os tomates com um corte em cruz na ponta alguns minutos em água a ferver e depois para água fria puxe por uma das pontas da cruz e pele sairá bem. Para tirar a semente utilize uma colher pequena aproveitando o Maximo de polpa), deixe levantar fervura mexendo de vez em quando, acrescente o manjericão e retifique o sal, deixe ferver uns 10 minutos em lume médio. Retire a folha de louro e triture com uma trituradora, acrescente a mesma quantidade de água (igual a quantidade de molho existente no tacho), as ervilhas e as sobrecoxas e deixe cozinhar  em lume baixo durante uns 20 minutos, até o molho reduzir e as sobrecoxas estarem macias, retifique os temperos e deixe mais 5 minutos. Entretanto coza (10 a 12 minutos) os Tortiglionis em bastante água temperada de sal, escorra-os e envolva num pouco de molho. Sirva no mesmo prato com a sobrecoxa sobre o molho e os tortiglionis polvilhado com queijo parmesão.

Bom Apetite


Sem comentários:

Enviar um comentário