Traductor

sábado, 25 de maio de 2013

Coelho em chanfana

A Chanfana, um prato feito com carne de cabra nova, muito típico da Bairrada.  A carne tem que ficar em molhos em vinho tinto normalmente de um dia para o outro e depois vai a cozer em forno de lenha. Hoje vamos fazer o mesmo mas com carne de coelho, uma boa solução para que não aprecia muito o sabor da carne de coelho e assim apura seu paladar com o vinho. Volto a referenciar que o vinho tem que ser de boa qualidade para obter um bom resultado.

Ingredientes
1 Coelho bem grande

1 cebola grande

3 colheres (das de sopa ) de banha

1 colher ( das de café ) de colorau

1 ramo de salsa

4 dentes de de alho

1 tomate bem maduro

4 cravinhos

2 folhas de louro

Azeite quanto baste

vinho tinto quanto baste
Batatas medias quanto baste

sal e pimenta a gosto

Preparação
Corta-se o coelho aos pedaços na qual se põem a marinar  no tabuleiro (preferência de barro) que vai ao forno com o vinho, os alhos esmagados, pimenta a gosto, cravinho, louro, colorau de um dia para o outro. Na altura de ir ao forno ( no mesmo tabuleiro que marinou ), Temperar de sal e acrescentar o ramo de salsa, azeite, banha, cebola as rodelas e o tomate picado, disponha as batatas descascadas e inteiras a volta. Vai ao forno tapado durante 1 hora, ao fim deste tempo retira-se, retifica-se os temperos,  e volta ao forno mais ½ hora para dourar, apague o forno e deixe ficar mais um pouco para ficar bem apurada e perder um pouco o paladar ao vinho. Sirva com arroz branco ou feijões verdes cozidos.


Bom Apetite

domingo, 19 de maio de 2013

Pezinhos de coentrada no forno




Aqui esta um autêntico milagre da gastronomia alentejana, converte carnes pobres num verdadeiro manjar pelo prodígio dos alhos e dos coentros. É bem verdade a minha preferência pelos manjares do Alentejo, pois são de sé Le tirar o chapéu, tem o poder de transformar ingredientes simples em iguarias de eleição. Os pezinhos de coentrada, prato típico da cozinha tradicional alentejana, servido sob a forma de uma sopa de pão refogado em azeite e banha com cebola e dentes de alhos bem picados adicionando farinha para engrossar e misturado com os pezinhos cozidos e bastantes coentros picados servido em cima de fatias de pão torradas.
Não querendo menosprezar esta riquíssima iguaria, resolvi fazer uma variante, levando os pezinhos ao forno, fazendo umas migas com feijão para acompanhar. Pois meus amigos também lhe tive que tirara o chapéu.

Ingredientes (pezinhos)
2 pés de porco (abertos e cortados ao meio)
1 cebola inteira
4 fatias de pão tipo saloio (torrado)
4 dentes de alhos bem picadinho
1 ramo de coentros bem picadinho
4 colheres (das de sopa) de azeite
6 cravinhos da índia
Sal grosso quanto baste

Ingredientes (migas)
400 gramas de pão  (pode aproveitar restos de pão duro)
1 cebola media picada
1 dente de alho picado
1 colher (das de sopa) de banha de porco
200 gramas de feijão vermelho cozido (frasco)
Água de cozer os pés que baste
1 pitada de pimenta


Preparação; dos pezinhos.
Deixe os pés em sal grosso de um dia para o outro. No dia prepare um molho com o azeite, os alhos e os coentros, reserve. Lave-os bem e retire todos os pelos raspando com uma faca sé necessário. Coza em bastante água juntamente com a cebola cravada com os cravinhos, durante aproximadamente 3 horas ( na panela de pressão 1 hora aproximadamente)ou até ficarem macios. Escorra e reserve alguma água da cozedura, disponha os pezinhos num tabuleiro de ir ao forno e leve ao forno 15 minutos na posição grill. Retire e espalhe por cima de cada pé o preparado de coentros, volte ao forno apagado em quanto prepara as migas.

Preparação; das migas.
Umedeça o pão na água de cozedura dos pés e escorra bem espremendo com as mãos, reserve. Numa frigideira aqueça a banha e coloque a cebola e o alho para estrugir, quando começar adicione o pão espremido e mexa bem até começar a fritar, acrescente os feijões e a pimenta, retifique o sal ( ter atenção pois a água de cozer os pés estará  bem de sal ) sé necessário e deixe apurar um pouco mais.. Torre as fatias de pão no forno de ambos os lados, disponha num prato e por cima um pezinho acompanhado com as migas e enfeitado com coentros.

Bom Apetite


sábado, 18 de maio de 2013

Peitos de frangos salteados com pinhões


Bem já que hoje estamos numa de refeições com carnes brancas aqui fica outra sugestão para confeccionar os peitos de frangos. Desta vez servidos com Penne.

Ingredientes

 2 ou 3 peitos de frangos cortado aos troços
2 dentes de alhos laminados
2 colheres (das de sopa) de manteiga
50 gramas de pinhões
50 gramas de queijo parmesão (ralado grosso)
350 gramas de penne (macarrão)
Pimenta a gosto
Salsa picada quanto baste
Azeitonas pretas quanto bastem
sal.

Preparação
Numa frigideira ao lume médio, aqueça a manteiga e adicione os alhos, deixe estrugir um pouco e acrescente os troços de peitos de frango e saltei-os até ficarem dourados. Tempere de sal e pimenta a gosto, adicione os pinhões e mexa e reserve em lugar quente. Entretanto coza os pennes ( entre 10 a 12 minutos) em bastante água temperada de sal escorra e deite para uma travessa, por cima espalhe o queijo, colocando por cima o preparados de salteado de frango, polvilhe com a salsa e enfeita com azeitonas.

Bom apetite


Bifinhos de frango com molho de natas e cogumelos


Aqui esta uma boa solução para os peitos de frango ou galinha, na qual muita gente os acha muitos secos. Além disso a carne branca possui proteínas de alto valor biológico  como o ferro, zinco e menores quantidades de gordura saturadas. priorize partes mais magras como o peito de frango, com o cuidado especial de escolher o modo de preparo mais saudável, como as formas grelhadas, assadas ou cozidas. Claro que hoje vamos pecar um pouco com a utilização das natas.

Ingredientes
2 bons peitos de frango do campo (são maiores)
2 dentes de alhos
250 gramas de cogumelos laminados
500 ml de natas para cozinha
1 colher (das de sopa)de azeite
1 colher (das de sopa) de manteiga
½ limão (sumo)
1 cebola media
Pimenta rosa a gosto
Sal quanto baste

Preparação
Arranje os peitos tirando-lhe as peles e fatiando em bifes pequenos, tempere-os com os alhos bem picados, o sumo do ½ limão,sal e pimenta a gosto. Deixe marinar durante 30 minutos.
Leve uma frigideira (antiaderente) ao lume com azeite e grelhe os bifinhos (como sé estivesse a grelhar na chapa) de ambos os lados, retire-os e reserve. Na mesma frigideira ponha a cebola picada com a manteiga e deixe levantar fervura e acrescente os cogumelos (se forem frescos terá que deixar cozer um pouco mais, ao contrario dos enlatados ) e deixe cozer uns 3 a 5 minutos mexendo sempre, adicione as natas e deixe cozinhar mais um pouco até o molho engrossar. Apague o lume e volte a por os bifinhos e retifique os temperos, polvilhe com a salsa picada e sirva ainda quente com legumes salteados (por exemplo feijão verde) ou com um bom espaguete ao dente.

Bom apetite










sábado, 11 de maio de 2013

Bife à portuguesa com ovo a cavalo


Bem hoje voltamos ao nosso fast food `a portuguesa, já publiquei a receita do Bife à café, mas hoje vou publicar uma receita do celebre bife com ovo a cavalo ou bife à portuguesa também conhecido como bitoque.Um prato típico português que consiste em uma febra de vaca que usualmente é acompanhado de batatas fritas, arroz, ovo estrelado e salada. Por vezes, pode também conter fiambre ou presunto entre o bife e o ovo. Quando servido no pão das se o nome de prego, normalmente é temperado com mostarda ou molho picante.
Poderá ser feito também com carne suína, conhecida explicitamente como bitoque de porco,

Ingredientes (4 pessoas)
4 bifes do vazio ( ou da perna de suíno)
4 ovos
3 dentes da alhos
4 colheres (das de sopa) de azeite
1 colher (das de sopa) de manteiga
1 folha de louro
800 gramas de batatas
Óleo quanto baste para fritar as batatas
Sal grosso quanto baste
Pimenta a gosto
Alface, tomate e cebola quanto baste para a salada

Preparação
Depois das batatas descascadas e lavadas, corte-as em rodelas ou aos palitos e frite em óleo até ficarem douradinhas, coloque sobre papel de cozinha para escorrer.Tempere de sal e reserve.
Em lume médio aqueça o azeite numa frigideira e junte a manteiga e folha de louro, frite os bifes de ambos os lados a gosto, retire-os e tempere de sal e pimenta a gosto. Pique os dentes de alhos para a frigideira, mexa e deixe cozinha um pouco. Apague o lume e introduza os bifes para tomar gosto no molho de alhos. Estrele os ovos numa frigideira antiaderente com pouco óleo. Tempere-os de sal e pimenta. Disponha o bife num prato e por cima um ovo estrelado, ao lado coloque as batatas fritas e a salada temperada a gosto.

Bom Apetite

sábado, 4 de maio de 2013

Bolo Bolacha à minha maneira


Hoje vamos ter sobremesa, nada mais, nada menos que um Bolo de Bolacha. Sim aquele bolo de bolacha “Maria”, uma das receitas mais populares de Portugal. Existe uma variação enorme de-o fazer e de vários sabores, basta ter imaginação e improvisar.
Eu pessoalmente prefiro o mais tradicional, aquele molhadinho em café com um creme a base de manteiga dando um toque pessoal na hora de confeccioná-lo.

Ingredientes
600 gramas de bolachas Maria
2 Chávenas (das de chá) de café bem forte (frio)
400 gramas de açúcar (refinado)
300 gramas de manteiga
4 gemas
2 colheres (das de sopa) de chocolate em pó
Amêndoas laminadas quanto bastem (opcional)
Crema de vinagre balsâmico de sabor laranja (opcional)

Preparação
Prepare 1º o creme da seguinte maneira, numa tigela misture bem o açúcar e o chocolate em pó. Junte a manteiga e as gemas e bata (eu prefiro bater este creme sempre a mão, pois com a batedora as vezes fica um pouco mole) até obter um creme bem consistente.
Molhe as bolachas uma a uma e disponha uma camada em circulo sobre uma travessa redonda, cubra com um pouco de creme. Vá alternando camadas de bolachas passadas pelo café e o creme, sendo a ultima camada de creme, borrando também nas laterais.
Polvilhe com as amêndoas e e verta fios de crema balsâmica por cima, ou decore a seu gosto.

Bom Apetite

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Chuchu com carne picada


Aqui esta mais uma receita da mamãe, que saudades de um bom Chuchu-Zinho estufado, o chuchu devido ao seu sabor característico e bastante suave e pode ser consumido durante o ano todo, de fácil digestão, rico em fibras e pobre em calorias, ideal para um regime alimentar.
Apesar de ser uma hortaliça, ou seja, poder ser cultivada na horta caseira, é considerado um fruto, tal como o tomate (devido ao fato de suas sementes estarem dentro, resultado da fecundação do óvulo da flor, envolvidas pela parte comestível). Muito popular nos Açores na qual é conhecido como machucho, caiota, já na madeira na qual faz parte da gastronomia local e chamado de pimpinela. Existe em abundância na ilha da Madeira, principalmente junto aos cursos de água (ribeiras e nascentes).
Terá nascido na America central  em países como Costa rica e Panamá, estendendo sua cultivação até países da America do sul como o Brasil na qual é muito apreciado. Era bem conhecida na antiguidade pelos Astecas e tinha grande destaque entre as demais hortaliças cultivadas na época.   

Ingredientes
800 gramas de carne de vaca picada
3 chuchus médios (descascados e cortados em cubos)
1 cenoura as rodelas (facultativo)
1 cebola grande bem picada
2 dentes de alho bem picado
1 bom raminho de salsa picada
Água necessária para a cozedura (1 chávena de chá + ou- )
Azeite quanto baste
Sal quanto baste
Piri-piri ou pimenta a gosto

Preparação
Num tacho grande (onde caiba o tudo) com azeite em lume forte frite a cebola até aloirar, acrescente os alhos e mexa. Junte a carne e continue a fritar até aloirar mexendo sempre.
Estando a carne bem frita adicione o chuchu e a cenoura e tempere de sal, acrescente piri-piri ou pimenta a gosto, mexa bem, coloque a água e diminua o fogo e deixe cozinhar até o Chuchu ficar bem macio e água reduzir. Junte a salsa e misture, sirva quente

Bom Apetite