Traductor

domingo, 9 de março de 2014

O Bacalhau à Zezão (reedição)

Ontem começou o Masterchef Português, na qual eu sou um ficcionista deste tipo de programas. Comparando com o Masterchef Espanhol (pelo menos no inicio) ficou um pouquinha atrás das minhas expectativas, mas enfim outras culturas, tenho pena, pois acho que a gastronomia Portuguesa e uma das mais ricas e completas, bem pode ser que com o andamento da carruagem as coisas melhorem. Vendo o inicio pensei com qual prato concorreria para pode entrar no concurso depois de ser selecionado. Teria que ser um prato na qual eu domino, ou seja, inventado por mim, teria que utilizar um ingrediente magistral na gastronomia Portuguesa, o bacalhau. Daí pensei nada melhor que o meu bacalhauzinho, o “bacalhau à Zezão”, este foi o 1º prato que publiquei ou seja foi com este prato que nasceu este blog. Além do mais aproveito para reeditar esta receita que é feito com aquele oleosinho que eu tanto gosto e da um sabor excelente aos pratos, o “Azeite dendê.

O azeite dendê ou óleo de palma muito usado na culinária brasileira e Africana, produzido a partir do fruto de uma palmeira conhecida com nome de “dendenzeiro”, sendo rico em vitamina A e muito apreciado em pratos como caruru, acarajé, vatapá. Moamba,etc. Dá à comida sabor, cor e aroma peculiares com um toque tropical, sendo o 2º óleo mais produzido e consumido há mais de 5000 anos expandiu-se a partir do século XVI, coincidindo com o início dos tráficos de escravos entre a África e o Brasil.


Ingredientes:para 4 pessoas


4 lombos de bacalhau demolhado
200ml de leite de coco
2 ovos
1 lima (limão galego)
1 raminho de coentros
4 tomates bem maduros
150ml de maionese

1 kg de batatas para purê ou para fritar
200 gramas de camarão já descascados (reserve alguns com casca para decorar)
1 colher (das de sopa) de farinha maizena
azeite de oliva quanto baste
azeite dendê (óleo de palma refinado) quanto baste


Farinha de trigo quanto baste
farinha de Mandioca quanto baste
tabasco a gosto
leite de vaca quanto baste
sal quanto baste













Preparação
Ponha os camarões a marinar no sumo da lima, Entretanto entale o bacalhau no leite quente sem ferver, retire deixe arrefecer. Prepare o molho num tacho em lume médio ponha uma pouco de azeite de oliva e um pouco de azeite dendê, deixe aquecer até misturar as duas gorduras e acrescente os tomates triturados sem pele e sementes com os coentros picados, deixe levantar fervura e junte os camarões escorridos do sumo da lima, coloque tabasco a gosto e Tempere de sal, ferva mais um pouco e acrescente o leite de coco e engrosse um pouco com a farinha de maizena´(não muito), deixe repousar. A parte bata os dois ovos, passe o bacalhau por farinha de trigo, depois pelos ovos batidos e passe pela farinha de Mandioca, alourar numa frigideira com azeite de oliva com uma colher (das de sopa) de azeite dendê, coloque o bacalhau já frito no centro de uma travessa de ir ao forno com purê de batatas a volta,cubra o bacalhau com o molho (querendo pode substituir o puré por batatas cortada as rodelas entalada no azeite) e por cima coloque a maionese, enfeite com tiras de pimentão ou camarões cozidos inteiros vai ao forno a gratinar.E uma delicia.



Bom Apetite

6 comentários:

  1. Deve ser mesmo uma delicia... com tanto ingrediente fantático dúvido que os jurados do Masterchef lhe resistissem...
    Bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, este prato nasceu num festival gastronômico da Gafanha do Carmo com o Nome tasquinhas, na qual eu era o cozinheiro de uma das barracas. Era chamado de bacalhau da casa e fez um grande sucesso que as pessoas faziam fila para comer. É uma mistura de duas culturas , pois baseia-se no bacalhau a Zé do Pipo(Portugal) com uma moqueca de camarão (Brasil). Vale a pena fazer pois quando chegar a hora de o degustar, noz faz explodir de prazer...................

      Eliminar
  2. Que aspeto delicioso José!!! :)
    Beijinhos,

    Vânia

    ResponderEliminar
  3. José una pinta deliciosa! Nosotros en casa tambien somos muy fans de masterchef! Un saludo
    Carlos-Chocoboss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gracias,Pronto comienza la 2ª edición do español que tiene mejor pinta que el português....saludos.

      Eliminar