Traductor

sábado, 5 de abril de 2014

Restos em Massa quebrada



Quantas vezes temos aquelas sobras de um jantar ou almoço (restos de carne assada, guisada, etc. ou até peixe) e não sabemos o que fazer com elas. Muitas vezes essas sobras podem virar uma nova refeição de sé lhe tirar o chapéu, foi o que aconteceu aqui a dias com um resto de carne picada a bolonhesa para uns espaguetes, que foi parar tudo dentro de uma massa quebrada.
A massa quebrada (em Frances pâte de brisée) ou massa pastelaria (tradução típica espanhola do termo francês), também conhecida como massa areada é um tipo de massa dura usada para pequenos bolos, tartes, doces ou salgadas. De preparação rápida e rica em gorduras, o nome deve-se que depois de ir ao forno fica com uma textura quebradiça, com origem francesas, daí o seu nome "brisée" que significa quebrado.
 
Ingredientes
200 g de farinha de trigo.
100 g de manteiga.
1/2 colher (das de chá) de sal fino.
1/2 copo de água ( aproximadamente)

Preparação
Coloque em uma tigela a farinha, faça um buraco no centro e despeje nela o sal (existe umas versões que levam açúcar) e a metade da manteiga em pedaços pequenos. Despeje a água lentamente misturando tudo rapidamente com as mãos até formar uma bola, deve ficar flexível, não pegajosa e ter alguma consistência. Polvilhe com farinha sem amassar e deixe descansar por meia hora aprox.
 Abra a massa em superfície enfarinhada com a ajuda de rolo bem enfarinhada e espalhe por cima da massa os pedaços da restante manteiga, dobre a massa em quatro (para torná-lo mais quebradiça e quase escamosa), volte a abrir a massa e esta pronta a usar.
Sé vai fazer uma tarte coloque a massa aberta no molde e pressione suavemente com os dedos sem quebrar, passe o rolo sobre a borda e retire o excesso de massa e fure com um garfo e leve a assar em forno pré-aquecido em temperatura moderada ate que cresça, retire e recheie com o sabor destinado volte ao forno se necessário.
Para o caso de usá-la com cbertura, pincelá-la com gema de ovo batido com açúcar ou leite para ficar com uma cor dourada.


No caso de querer rechea-la, basta estender a massa colocar em cima de papel vegetal ou numa tigela refretaria (no meu caso) ,colocar o recheio pretendido e dobrar as pontas para cima até cobrir tudo. Leve a forno pré-aquecido moderado (140º a 180º) até crescer e ficar dourada.


Bom Apetite

3 comentários:

  1. Uma óptima maneira de aproveitar as sobras :)
    E que combina muito bem com um projecto novo que estou a desenvolver com o blog Coisas e Coisinhas.
    "Há vida além da massa de atum" - curioso? http://acozinhadaovelhanegra.blogspot.pt/2014/04/ha-vida-alem-da-massa-de-atum-1.html

    ResponderEliminar
  2. Adoro dar uma "nova vida" às sobras :) E esta tarte é mais um exemplo de uma excelente refeição :)
    A Ovelha Negra já referiu o nosso projeto, e com toda a razão...esta receita encaixa-se perfeitamente nele. Passe lá pelos nossos blogues para dar uma olhadela José :)
    Beijinhos e bom fim de semana *
    Vânia

    ResponderEliminar
  3. Nos dias que correm não se pode mesmo desperdiçar nada...
    Desta forma nem se nota que são sobras e não dá aquela sensação de ter que comer hoje o mesmo de ontem :)
    Bjinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar