Traductor

domingo, 18 de maio de 2014

Sal-de-unto

Nas Gafanhas não fará falta tentar explica o que é sal de unto, pelo menos aos mais velhos. Já com esta malta mais nova a historia (creio eu) será outra, possivelmente alguns já ouviram falar, outros nem fazem ideia do que é. Teoricamente podemos dizer que “sal-de-unto” é sal com a banha derretida, ou seja, depois de fazer os rojões (á moda da Gafanha) na caldeira acrescenta-se o sal grosso na qual o resultado será o sal de unto. Possivelmente a sua origem poderá estar nos pescadores, pois segundo sei por pessoas mais velhas, levavam este preparado nas suas longas viagens de faina pelo mar adentro. O unto (Banha) que é uma gordura animal, neste caso a do porco que outrora por terras das Gafanhas era a única manteiga que o povo conhecia, hoje em dia desprezada pelo seu potencial poder de aumentar o colesterol.
Concordo plenamente que o (excesso) sal faz mal, assim como o a gordura (neste caso unto de porco) e muito prejudicial ao organismo, mas comer uma caldeirada de peixe sem sal de unto é como comer bacalhau à lagareiro sem azeite. O sem uso da um paladar a caldeirada com um cheiro irresistível, assim como o seu uso na confecção em certos pratos na qual os mais antigos são verdadeiros espertos. Essa malta mais jovem pode chamar-me maluco e estarão perguntando “que é isso?”, “que mistura é essa?”, “faz mesmo mal a saúde?”.
Pois em minha opinião as coisas que comemos só fazem mal quando comidas em excesso, Devemos ter moderação com esses certos alimentos ou condimentos, não exagerando. Afinal de conta a sabedoria dos mais velhos tem que ser levada em conta, “quando tem que ser tem que ser”. Sendo assim fiz uns rojõesitos e aproveitei para fazer um pouco de sal de unto pois cá por casa ainda vamos um pouco com uma cozinha tradicional (fazendo mal ou não) a antiga Portuguesa.



 Preparação
Depois dos rojões feitos (ver postagem anteriorAqui ), limpa-se com uma escumadeira toda a caldeira de torresmos e migalhas que possa ter largado as carnes ficando só a banha derretida na qual mistura-se uma boa quantidade de sal grosso marinho. Mexe-se bem para misturar bem e diluir um pouco o sal, apaga-se o lume e deixa-se arrefecer um pouco antes de o retirar para um pote. Depois de frio o sal vai ficar gorduroso e estará pronto para ser usado, quanto mais tempo repousar mais saboroso estará.

Bom Apetite

2 comentários:

  1. Tenho que fazer, pretendo fazer caldeirada de enguias à moda da Gafanha, tal como a minha falecida avó fazia, vamos ver se o sabor fica igual.

    ResponderEliminar