Traductor

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Feliz ano novo


Passei mesmo só para desejar um bom ano a todos que por aqui passam...............

Bom Ano

Dia 06 de Janeiro de 2016

Olá gente boa, sabem como é família em 1º lugar, não vai ser hoje que regresso.
Mas aproveito para desejar um bom dia de reis.e deixar a receita do Bolo Rei

Bom Dia de Reis

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Feliz Natal 2015

Dois dias para o Natal, uma época em que devemos noz unir a família.
Pois e isso que vou fazer, deixo-voz na paz de Deus, com a certeza de que passeis um santo e feliz Natal, regresso depois do ano novo.
Lembre-se de uma pequena coisa.

"É muito melhor dar que receber"

Boas Festa

sábado, 19 de dezembro de 2015

Empadão de batata com frango

Aqui esta uma receita que até pode servir de reciclagem para aquele resto (principalmente o peito) de peru que muita gente faz para o natal, mas hoje vai ser de frango mesmo e feito na hora.

Ingredientes
½ frango limpo
½ quilo de batatas brancas descascadas
3 gemas de ovo
1 pitada de noz moscada
1 colher (das de sopa) de manteiga

Leite quanto baste
1 cebola bem picada
2 dentes de alhos picados
2 tomates bem maduros e triturado
1 colher (das de sopa) de colorau

1 copo de vinho branco
Tabasco a gosto
sal quanto baste
Azeite

Preparação

Partir o ½ frango em dois e levar a coser num tacho em água temperada com sal, em outro tacho por as batatas cortadas em pedaços também a cozer em água temperada de sal, quando estiverem cozidas, escorrer e deixar esfriar um pouco. Estando o frango também cozido retire do lume, escorra e reserve um pouco da água de cozer. Desfie o frango limpando dos ossos, reserve.
Num tacho baixo faça um refogado com a cebola, os alhos, o colorau, os tomates e o vinho branco, tempere com uma pitada de sal e tabasco a gosto, acrescente 1/2 copo de água de cozer o frango e deixe ferver. Adicione o frango desfiada e deixe apurara, apague o fogo.
Reduza ao batatas a purê com um passe-vite e acrescente uma pouco de leite, 2 gemas e a manteiga, mexa bem e tempere com noz moscada, reserve.
Num tabuleiro de vidro (de ir ao forno), forre o fundo com um pouco de purê e distribua por cima o preparado de frango, cubra com o restante purê e faça uns riscos com um garfo, pincele com a outra gema batida e leve ao forno pré-aquecido a 180º entre 5 a 10 minutos ou até ficar bem dourado. Sirva de imediato acompanhado com salada verde.



Bom Apetite

sábado, 12 de dezembro de 2015

Bacalhau com broa e grão de bico no forno

Talvez por ser Dezembro, ou talvez por ser Bacalhau, ou talvez por estarmos a poucos dias do Natal, ou talvez sirva de sugestão para a noite de ceia, o certo e que a alguns meses atrás fiz este prato e agora, ou talvez seja a altura para o publicar. Aqui temos noz uma combinação perfeita entre bacalhau, grão de bico, broa e azeite. Praticamente quando comemos bacalhau, seja com grão ou outra coisa, acabamos molhando uns troscitos de broa no azeite. Assim peguei em tudo e levei ao forno e o resultado esta aqui para ver, pois para provar terá que fazer.

Ingredientes
4 postas de lombo de bacalhau demolhadas
1 broa de milho (250 gramas)
250 gramas de grão de bico cozido
2 dentes de alho
Pimenta branca moída na hora
Azeite quanto baste



Preparação
Escalde os lombos de bacalhau em água a ferver uns segundos e disponha no centro de uma travessa de ir ao forno, a volta espalhe o grão de bico. Pique os dentes de alhos por cima e tempere com pimenta a gosto, regue com bastante azeite e cubra o grão de bico com a broa em pequenos pedaços, de maneira que fique o bacalhau a vista. Leve ao forno (função aquecer em cima e por baixo) preaquecido a 180º entre 20 a 30 minutos ou até ficar dourado. Retire do forno e sirva.


Bom Apetite

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Bacalhau cozido com todos

Aqui estamos noz nesta época do ano, aquela em que mais sé utiliza o bacalhau, seja cozido, gratinado, grelhado ou assado, não pode faltar na noite de consoada (dia 24, noite de ceia), mesmo que haja outros pratos para servir. Por isso a tempo e horas deixo aqui uns conselhos sobre o bacalhau para que não falte na vossa mesa na noite de ceia.

Um dos grandes segredos esta no corte, pois dele pode originar a melhor maneira de aproveitar o bacalhau, sendo o corte tradicional (Veja aqui ) o que melhor aproveita o bacalhau.

Consiste em dividir nas seguintes partes, aba, lombo, posta alta, posta media ou fina e o rabo. A parte da cabeça vende-se em separado, considerado por muitos como a melhor parte do bacalhau, pois é mais saborosa que o corpo, normalmente chamadas de caras.

O bacalhau peixe muito integrado na gastronomia portuguesa, fazendo dos portugueses os maiores consumidores de bacalhau do mundo. Cozido na Consoada de Natal, juntamente com batatas, cenouras e couves, brócolos ou grelos, é uma regra inquebrável nos hábitos alimentares portugueses para este dia. Conhecido com nome de bacalhau cozido com todos (pois junta o fiel amigo com o melhor da horta), aqui deixo uma receita bem simples e fácil.

Recordo que esta receita um prato muito típico na noite de 24 de dezembro, que tem por todo Portugal varias versões. Desde de coser o bacalhau a parte, ou fazer uma moira com azeite, alhos e um pouco de água de cozer o bacalhau, em certos lugares usam um pouco de banha derretida, etc. Eu pessoalmente gosto de depois de escorrer e colocar na travessa, cortar um dente de alho em laminas e espalhar por cima antes de regar com azeite.

Ingredientes (4 pessoas)
4 postas medias de bacalhau seco e de-molhado
1 quilo de batatas brancas
½ quilo de cenouras
Azeite quanto baste
Brócolos, couves ou grelos quanto baste

Preparação
Descasque as batatas e as cenouras, lave os brócolos ou a verdura que tiver escolhido. Corte as batas ao meio e as cenouras ao comprido e juntamente com a verdura, leve a cozer em um tacho com bastante água. Quando levantar fervura acrescente as postas de bacalhau e deixe acabar de cozer, escorra e verta para uma travessa, regue com um bom fio de azeite
.

Bom Apetite

domingo, 6 de dezembro de 2015

Tagliatelles com coelho em redução de vinho do Porto

Parece que o vinho do Porto esta de moda, sendo assim hoje trago um prato simples, na qual todo o seu sabor estará numa redução de vinho do Porto. 
Em termos culinários, chama-se redução ao processo de concentração dos sabores e engrossamento de um caldo, sopa ou molho através de uma ebulição muito lenta. Já os caldos reduzidos são designados fundos (com exceção do caldo de peixe reduzido que se chama fumet) e são utilizados como base para molhos. Uma redução maior de um fundo, principalmente de um caldo de carne,dá origem a uma glacê ou demi-glace (Frances), extrato de carne (Português),normalmente em pasta na qual se pode conservar durante muito tempo, é usado geralmente para preparar ou aromatizar sopas ou molhos.
Uma inovação é a redução dos vinhos, usada diretamente como aromatizante em vários pratos, ou para preparar um molho em que se mistura o vinho já reduzido com caldo de carne.

Ingredientes
1 coelho grande (1.5 kg)
Água quanto baste
1/2 litro vinho branco
1 cebola
1 cenoura

2 folhas de louro
5 dentes de alho
1 tomate bem maduro
2 colheres (das de sopa) de azeite
1 colher rasa (das de sopa) de banha
1 colher (das de chá) de colorau
1 ramo pequeno de alecrim
Pimenta moída na hora a gosto
Sal grosso quanto baste

Para a redução
Vinho do porto tinto quanto baste
Sumo de 1 laranja
Caldo coada do estufado 


Preparação
Limpe o coelho das gorduras e corte-o em pedaços iguais, deixe marinar de um dia para o outro com o vinho branco, os alhos laminadas, as folhas de louro e temperado de sal. No dia num tacho largo derreta a banha com o azeite e doure os pedaços de coelho de ambos lados, no mesmo tacho coloque os alhos escorridos com o louro e a cebola e a cenoura em rodelas, o ramo de alecrim, o tomate triturado e tempere com o colorau e pimenta a gosto. Acrescente ½ litro de água e leve a estufar em lume médio ate o coelho estar tenro e cozido (sé necessário acrescente um pouco mais de água), retire o coelho e coe todo o caldo que sobra. 
Coza os tagliatelles em muita água com sal, escorra e verta para uma travessa e guarde em lugar quente. 
Prepare a redução, numa frigideira coloque o sumo de laranja com o caldo coado e a mesma quantidade de vinho do porto e deixe reduzir até metade, acrescente o coelho e apague, deixe repousar uns minutos, verta por cima dos tagliatlles e sirva de imediato. Querendo pode servir com legumes cozidos.

Bom Apetite

sábado, 5 de dezembro de 2015

Porto Tónico

Mais umas férias que chegaram a fim e nestas afastei-me o mais possível da gastronomia, ou seja nada de buscar coisas novas, simplesmente só rever família e amigos. Mas mesmo assim acabei por descobrir algo novo em Portugal, uma bebida que assenta como uma luva para a volta ao blog depois das férias, que sempre regresso com uma bebida. Nas ultimas férias comecei as publicações com um Gin Tónico e quando provei esta nova versão (tónica), vi logo que era a bebida ideal pra o regresso.
Parece que esta bebida foi a grande moda neste verão, nas mais badaladas esplanadas do Porto e Lisboa, assim como no Algarve e um pouco por alguns pontos turísticos de Portugal. Uma bebida “made in Portugal”, estilo Zé povinho, mas que pegou de moda. Com teor de álcool mais baixo e bem mais fácil de preparar que um gin tónico.
 Uma mistura de vinho do porto e água tónica, assim nasceu o Porto Tónico que depois de pesquisar um pouco descobri que já enamorou prestigiosos barmans de Londres e Nova York, e que alem do porto tónico descobriram no vinho do porto um forte aliado no preparo de coquetéis.

Esta bebida bem refrescante parece que já nasceu na cidade do Porto a alguns anos, numa altura que estava de moda coquetéis inovadores, entrando de moda agora graças ao gin tónico, seu principal rival. Com um leque de fãs de menos idade ou até pessoas mais conservadoras, mas com vontade de provar bebidas diferentes. Normalmente prepara-se com vinho do porto branco extra seco, mas pode-se utilizar um porto tinto ou rosado, em versões mais recentes em vês de uma simples rodela de limão com folhas de menta, usa-se frutos vermelhos, rodelas de pepino, etc. Sendo fundamental usar um copo alto (tipo tubo) para poder saborear todo o seu aroma. Com um sabor particularmente afrutado, pode ser servido como um aperitivo ou como acompanhamento para petiscar. A receita que deixo e a clássica, sendo fácil inovar e fazendo a sua a seu gosto, com vinho do porto branco ou tinto decorado a seu gosto.

Normalmente as medidas são de 1 parte de vinho do porto para 3 de água tónica, ficando a seu critério e gosto a aumentar a quantidade de vinho do porto na qual lhe dará mais teor alcoólico.

Ingredientes
¼ de vinho do porto branco
¾ de água tónica de sua preferência (prefira sempre uma de boa qualidade)
2 rodelas de limão
2 folhas de menta
Gelo quanto baste



Preparação
Num copo alto ponha o vinho do porto com gelo, decore com as rodelas de limão e as folhas de menta e preencha com a água tónica.



Bom Apetite