Traductor

domingo, 22 de maio de 2016

Salsa Romesco "molho"

A salsa romesco ( molho romesco em português) tem origem na gastronomia da Catalunha, mais propriamente na região de Tarragona. Podemos dizer que existe tantas versões como chefs que há preparam, cada um com o seu toque, mais ou menos tomate, mais ou menos amêndoas, etc. Outrora utilizada para acompanhar peixes e marisco, pois parecer ser um molho de origem de pescadores que ao passar dos anos sé vai adaptando aos novos costumes, pode-se dizer que hoje em dia existe tantas variantes como pratos que admitem o seu uso. Com uns ingredientes sencilhos entre tomates, pimentos secos (ñoras), amêndoa, avelãs, alhos, vinagre pão e azeite. Pode realçar até uma simples salada. Receitas mais antigas na qual num almofariz esmagavam-se os ingredientes com a adição do azeite em fio até obter uma pasta fina e bem ligada, hoje em dia simplificado com um liquidificador. Um molho que deve toda a sua graça as ñoras, uma espécie de pimento cultivado em Espanha, um produto muito original, pequeno, redondo e quando fica vermelho e maduro e deixado ao sol para secar. Tem um sabor doce e é amplamente utilizado na culinária espanhola. Esta receita foi-me passada pela chef do Hotel Coray, segundo a sua preparação ai servida. Assim como outras receita que não levam avelãs, segundo cada chef,  eu adicionei o piripiri e a cebola para dar o meu toque chef.

Ingredientes
2 tomates maduros

2 ñoras
1 cebola pequena
6 dentes de alhos
50 gramas de amêndoas peladas
30 gramas de avelãs peladas
1 fatia de pão
1 vagem pequena de malagueta (piripiri)
Azeite virgem
Vinagre
Sal

Preparação
Num tabuleiro largo coloque todos os ingredientes, menos as ñoras . Os tomates com um corte em cruz por cima, os alhos e a cebola com casca, as amêndoas, as avelãs e a fatia de pão, leve ao forno pré-aquecido a 180 graus para assar uns 40 minutos. Durante esse tempo vai tirando os ingredientes conforme estejam pronto, tendo atenção que o pão fica tostado muito rápido, logo as amêndoas e as avelãs, seguido dos alhos e a cebola, deixando para o fim os tomates. Neste tempo que tem os ingredientes no forno, coloque as ñoras em água morna para hidratar, para poder utilizar a sua carne. Num copo de liquidificador (pode utilizar uma varinha mágica) coloque as avelãs, as amêndoas, os tomates sem pele e pepitas, as ñoras limpas de sementes, a fatia de pão ( a fatia de pão servira ajudara a fazer a ligação do azeite), o piripiri, os alhos e a cebola sem casca, tempere de sal e adicione umas gotas de vinagre. Triture tudo adicionando o azeite em fio até obter uma pasta bem homogênea, aqui pode dar o seu ponto mais ou menos oleoso, adicionando mais ou menos azeite. Passe o molho por um coador chino ou peneira fina para ficar limpo de alguma impureza e esta pronta para utilizar com o prato que você preferir. Pode-se guardar no frigorifico por 3 semanas, na qual mantém toda as suas propriedades.


Bom Apetite

Sem comentários:

Enviar um comentário