Traductor

sábado, 10 de dezembro de 2016

Bacalhau à Gomes de Sá "receita original"

É nesta altura do ano que o bacalhau ganha mais glamour entre os Portugueses, principalmente no dia 24. Por isso hoje proponho um prato de bacalhau que alem de ser um verdadeiro pitéu, faz parte da historia e cultura Portuguesa.

 Porto século XIX dia 7 de fevereiro de 1951, nasce José Luís Gomes de Sá júnior que desde de muito novo por influência de seu pai dedicas-se ao comercio de bacalhau. Morava na rua do Muro dos Bacalhoeiros na ribeira do Porto, onde abre um armazém de comercio de bacalhau. Homem esperto para o negócio, fazia uns bolinhos de bacalhau na qual oferecia a amigos e clientes para divulgar o seu produto; o bacalhau. Até que um dia baseado na receita dos bolinhos de bacalhau, resolveu confeccionar de outra maneira, mais cuidada e de maior requinte, escalfando o bacalhau em leite, alourando a cebola para realçar seu sabor e passando o ovo a ser cozido. A mistura dos vários elementos com azeite e a ida ao forno para homogeneizar os sabores, deu origem a um novo prato: o “Bacalhau à Gomes de Sá”.

Uma das coisas muito importante na confecção de uma receita é a qualidade de seus ingredientes e esta receita é a prova disso, na qual a sua escolha depende do resultado da receita. Tenho pena que hoje em dia com influencias de outras receitas que não seguem a original e que por ai são publicadas não possa transmitir a essência e os sabores deste prato. 
A receita que aqui ponho é baseada na original retirada de um manuscrito, atribuído ao próprio José Luís Gomes de Sá, que teria vendido a receita a um seu grande amigo, cozinheiro de um restaurante na época localizado na Travessa dos Congregados na cidade do Porto, com o nome de Restaurante Lisbonense. Uma das recomendações ou até a mais importante destas receita e que seja servido muito quente para que o prato tenha toda a sua qualidade. 

Tendo em conta que nas cozinhas antigamente utilizavam-se panelas de barro e outros acessórios, adaptei a receita as cozinhas modernas mantendo toda a sua originalidade.



Ingredientes
4 postas de bacalhau demolhado
2 kg de batatas cozidas com a pele e descascadas

4 dentes de alho
8 cebolas medias
4 ovos cozidos
Azeite quanto baste
Salsa quanto baste
Azeitonas pretas a gosto
Leite magro quanto baste






Preparação
Num recipiente que possa tapar, colocar o bacalhau e cobrir com agua a ferver, tapar com um pano grosso de cozinha e deixar uns 20 minutos. Retira-se o bacalhau e retiram-se todas as peles e espinhas partindo em lascas e coloca-se numa travessa funda e cobre-se com leite quente umas 2 horas. Numa sertã grande com o fundo coberto de azeite (importante ser um bom azeite) alourar as cebolas as rodelas finas e os alhos laminados, Incorpora-se as batatas aos gomos (na receita original são as rodelas) com o bacalhau escorrido do leite e envolve-se tudo com cuidado e retifica-se o tempero de sal caso seja necessário e vira-se para uma travessa de ir ao forno. Levar a travessa com  preparado ao forno pré-aquecido 180º só da parte de baixo e deixar de 10 a 15 minutos, retirar e servir de imediato enfeitado com azeitonas pretas, ovos cozidos e salsa picada.


Bom Apetite

1 comentário:

  1. Não conhecia a história, mas gostei de ler! Gosto bastante desse prato :)

    ResponderEliminar