Traductor

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Salada de Bacalhau com couve e chouriço



Bem rápida e fácil de fazer, uma receita saborosa na qual pode aproveitar sobras de bacalhau cozido. Mais uma receita com o nosso fiel amigo, que até vem a cair bem nestas alturas.


Ingredientes
400 gramas de bacalhau cozido

1 couve lombarda
1 chouriço de carne vermelho (colorau)
2 folhas de louro 3 dentes de alho
Azeitonas galegas quanto baste para enfeitar
Azeite quanto baste
Sal quanto baste
Pimenta a gosto



Preparação
Num tacho coloque as couves depois de lavadas em folhas para cozer em água temperada de sal, escorra e deixe esfriar. Limpe o bacalhau de peles e espinhas e lasque, reserve. Pique o chouriço e troços pequenos e frite numa frigideira antiaderente até ficar dourados, reserve. Num tacho grande aqueça um pouco de azeite com os alhos esmagados e as folhas de louro, deixe em lume brando uns 2 minutos e adicione as couves cortadas em tiras, envolva bem e junte o bacalhau com o chouriço. Transfira para uma travessa e tempere com pimenta, enfeite com as azeitonas e sirva.


Bom Apetite

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Bolo úmido de nozes

É certo que estamos na quaresma, ou seja, estes quarenta dias entre o Carnaval e a Páscoa. Na religião Cristã uma espécie de preparação feita através de jejum abstinência, mortificações, caridades, etc. A penitência pública ao longo da Quaresma, com o passar dos anos caiu em desuso, mas ficou no espírito dos fiéis a necessidade de se prepararem ao longo de 40 dias de penitência para as festas pascais. 
Assim hoje vou deixar aqui uma tentação bem gostosa e guardem a receita para fazer no dia de Páscoa.

Ingredientes
100 gramas de miolo de nozes
100 gramas de cenoura
200 gramas de abóbora
160 gramas de farinha com fermento
80 gramas de açúcar amarelo
50 gramas de manteiga
3 colheres (das de sopa) de mel
4 colheres (das de sopa) de azeite
2 colheres (das de sopa) de vinho do porto
1 colher (das de café) de sal fino
1 laranja
2 ovos
1 pitada de noz moscada
1 pitada de canela
1 pitada de erva doce
(pitada; quantidade que cabe entre o dedo indicador e o polegar)

Preparação
Coza a cenoura e abóbora em pequenos cubos (previamente descascadas) em água temperada com o sal e uma tira da casca da laranja. Estando tudo bem cozido, escorra através de um passador e reduza a purê juntamente com a tira da casca de laranja.
Coloque o preparado numa para uma taça grande e adicione o vinho de porto, sumo de meia laranja e as especiarias, envolva bem e junte os miolos de nozes (grosseiramente partidas), os ovos, o açúcar, o azeite e o mel, mexa bem. Junte a farinha com a manteiga amolecida e bata tudo muito bem batido.
Verta o preparado numa forma retangular barrada com manteiga e polvilhada com farinha. Leve ao forno pré-aquecido a 180ªC cerca de 35 a 40 minutos. Desenforme em frio e enfeite com rodelas bem finas de laranja e algumas nozes, regue com mel e sirva em fatias.

Bom Apetite

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Dia dos namorados com arroz doce

Amanha é dia dos namorados, ou seja, dia de São Valentim em muitos países aonde celebram o Dia dos namorados. Sugestões para esse dia são muitas, principalmente gastronômicas, umas até bem complicadas. Mas sé a intenção e agradar a pessoa amada, nada de complicações, bastam fazer o que ela gosta, nem que seja um pãozinho quente com manteiga. Eu por exemplo vou fazer um arroz doce na qual a minha namorada que esta comigo a 25 anos e o que mais gosta como doce.

Já agora quem foi São Valentim ??

Na antiga Roma o imperador Cláudio II, proibiu a realização de casamentos. Cláudio acreditava que os jovens, se não tivessem família, iam alistar-se no exercito, na qual ele estava empenhado em formar um grande e poderoso exército. No entanto, um Padre continuou a celebrar casamentos, mesmo com a proibição do imperador. As cerimônias eram realizadas em segredo até que foram descoberta e o padre foi preso e condenado à morte. Enquanto estava preso, muitos jovens jogavam bilhetes dizendo que ainda acreditavam no amor. Entre as pessoas havia uma jovem cega, filha do carcereiro, a qual conseguiu a permissão do pai para visitar o padre. Os dois acabaram apaixonando-se. 
Milagrosamente, a jovem recuperou a visão. O padre chegou a escrever uma carta de amor para a jovem com a seguinte assinatura: “do seu Valentim”, expressão ainda hoje utilizada em muitas cartas de amor. Valentim era o nome do padre que foi decapitado em 14 de fevereiro de 270.
Esta data foi sempre comemorada pela igreja católica até 1799, na qual depois desse ano deixou de ser celebrada em função da precariedade de comprovações históricas que levam em questão até mesmo a sua veracidade.

Ingredientes

200 gramas de arroz Carolino (preferência)
200 gramas de açúcar
50 gramas de manteiga
1/2 litro de leite
6 gemas de ovo
2 paus de canela
Casca de limão que baste
1 pitada de sal
Canela em pó que baste para enfeitar

Preparação
Leve ao lume água suficiente para cozer o arroz ( 1 medida de arroz para 2 e 1/2 de água) com a manteiga, os paus de canelas, a casca do limão e a pitada de sal e deixe ferver. Adicione o arroz e deixe cozer até evaporar quase toda a água, mexa bem.
Baixe o lume para médio e junte o leite quente aos poucos, mexendo sempre e deixe cozinhar. 
Quando adicionar a ultima parte de leite ( reserve um pouco do leite ), junte também o açúcar e misture bem ao arroz, deixe cozer um pouco ate que fique cremoso. Bata as gemas numa tigela juntamente com o pouco de leite que reservou, mexa bem e rápido para que não coza as gemas, verta depois para o tacho com arroz mexendo sem para e desligue o lume. Rejeite os paus de canela e a casca do limão, verta para uma travessa ou distribua em pratos, deixe arrefecer e enfeite com canela em pó.

Bom Apetite


domingo, 7 de fevereiro de 2016

Domingo Gordo com feijoada brasileira

Hoje é Domingo gordo de carnaval, portanto aqui em casa e dia de Feijoada, e este ano vai ser à Brasileira, a preferida aqui em casa. Sempre é assim neste domingo, ha que aproveitar e comer com fartura, pois logo vem quarenta dias de jejum. A festa do carnaval surgiu no século XI. Contando da Semana Santa pela Igreja antecedida por quarenta dias de jejum a Quaresma. Esse longo período de privações acabaria por incentivar a reunião de diversas festividades nos dias que antecediam a Quarta-Feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma. A palavra "Carnaval" está desse modo, relacionada com a ideia de deleite dos prazeres da carne marcado pela expressão "carnis valles", que, acabou por formar a palavra "Carnaval", sendo que "carnis" em latim significa carne e "valles" significa prazeres.
O Carnaval tem a duração de três dias, os dias que antecedem sempre a quarta-feira de cinzas. Esses dias são chamados gordos em especial a terça-feira (Terça-Feira Gorda), também conhecida pelo nome francês mardi gras que é sinônimo de Carnaval. Logo a seguir vem a quaresma, tempo de penitência e privação,

Feijoada; Ingredientes
1/2 kg de feijão preto
1/2 kg de entrecosto
1/2 cara de porco
1 pé de porco aos troços
1 rabo de porco
1 chouriço crioulo ( chouriço de carne corrente tipo de colorau ou extra )
150 gramas de toucinho fumado
200 gramas de carne de vaca ( no Brasil usa-se carne de vaca seca )
1 cebola grande
3 dentes de alho
2 folhas de louro
2 tomates maduros
sal grosso
vinagre
azeite
picante ( se o desejar )

Preparação
Com o mínimo de 24 horas antes por os feijões de molho em bastante água. Doze horas antes cortar todas as carnes de porco aos pedaços e salgar com sal grosso, se tiver carne seca de vaca por de molho também, se for fresca reserve.
Numa panela grande ponha uma golpada de azeite com a cebola e os alhos picados o louro, deixe começar a estrugir, logo a seguir uma colher ( de sopa ) de vinagre , mais um ou dois minutos e acrescente os tomates triturados, levante fervura ( acrescente o picante se o desejar ), ponha as carnes todas já lavadas do sal, o chouriço as rodelas e toucinho e a carne de vaca aos pedaços pequenos, mecha tudo e acrescente os feijões juntamente com a água de o demolhar, ponha em lume forte ate levantar fervura. Quando estiver a ferver reduza para lume médio e deixe cozer cerca de 2 horas, mexendo de vês em quando. Se for necessário acrescentar mais água.

Farofa; Ingredientes
200 gramas de farinha de mandioca
100 gramas de toucinho fumado
2 dentes de alho
2 ovos
azeitonas pretas sem caroço
sal
azeite

Preparação
Numa pela antiaderente ponha uma golpada de azeite com os alhos esmagados, quando estiverem louros retire e acrescente o toucinho as tirinhas finas, frite e ponha a farinha, tempere de sal mexendo sempre ate torrar a farinha. Quando estiver retire a farinha para um recipiente e na mesma pela ponha os ovos batidos mexendo sempre (tipo ovos mexidos ), acrescente azeitonas aos pedacinhos e a farinha, mexa tudo e já esta pronta a Farofa.

Couve Frita;
Ingredientes

1 kg de couves verdes ( portuguesa )
100 gramas de toucinho fumado
2 dentes de alhos
azeite
sal
vinagre

Preparação

Num tacho ponha o toucinho as tiras e frite, a seguir acrescente os alhos picados, quando estiver loiros acrescente as couves já lavadas e cortadas as tirinhas ( como para caldo verde ), vá mexendo sempre ate começar a amolecer as couves e começar a fritar, tempere de sal e acrescente uma borrifada de vinagre e deixe evaporar.



Sugestão

Pode Também acrescentar como acompanhamento da feijoada laranja descascada e cortada aos gomos e bananas fritas.


Bom Apetite