Traductor

sábado, 18 de junho de 2016

Frango ao molho de tomate

O tomate é o fruto do tomateiro.
Embora muita gente o considera como legume na verdade é uma fruta. Originário das Américas Central e do Sul, era cultivado e consumido pelos povos pré-colombianos, sendo atualmente cultivado e consumido em todo o mundo. Apesar de estar associado à Itália devido ao seu largo uso na sua culinária, o tomate já era consumido nas civilizações Inca, Maia e Asteca, antes de ser levado ao outro lado do mundo. Antigamente o tomate era tido como venenoso pelos europeus e cultivado apenas para efeitos ornamentais. A época em que se passou a consumir o tomate não é clara, mas o que se sabe é que o tomate ganhou popularidade quando os povos do sul da Europa declinaram sobre esta suspeita. A partir deste momento, o tomate passou a ser um dos principais ingredientes da culinária mediterrânea. Os primeiros tomates exportados da América foram logo batizados de Pomodoro pelos italianos, pois eram amarelos, parecendo maçãs douradas. Só em 1554 e que se ouve falar dos primeiros tomates vermelhos. Como curiosidade em Espanha uma guerra de tomates costuma acontecer na última quarta feira de agosto. Desde 1940, uma festa em que os moradores da cidade de Buñol ( um município da região de Valencia ) atiram tomates uns sobre os outros, pintando uns aos outros. Esta festa que tem o nome de tomatina tem origem de uma brincadeira de crianças, quando algumas crianças usaram seus almoços para guerrear na praça da cidade.

Ingredientes
1 kg de coxas de frango (ou um frango partido em pedaços)
1 tomate grande e maduro
250 ml de polpa de tomate
1 cebola media bem picada
2 dentes de alhos picados
1 folha de louro
1 ramo de salsa
1 copo de vinho branco
Sal
Tabasco (ou piripiri)
Azeite

Preparação
Colocar num tacho largo o fundo com azeite, juntamente com o tomate maduro partido, a cebola, os alhos e a folha de louro, deixar refogar um pouco. Junte o vinho branco e a salsa bem picada e deixar aquecer uns 5 minutos em lume médio, coloque as pernas e tempere de sal e tabasco a gosto, deixe mais uns 5 minutos e reduza para lume baixo, junte a polpa de tomate, mexa e tampe o tacho com a tampa. Deixe cozer em lume baixo uns 30 minutos.
Sirva com alguma massa ou um bom purê de batatas.


Bom Apetite

domingo, 12 de junho de 2016

Dourada no forno à portuguesa

Já lá vão uns 20 dias que não apareço por aqui, mas tem uma boa explicação. Batismo do neto e visita de uns familiares de Portugal, assim deixei o meu passatempo para fazer o que mais gosto, viver.
Estamos naquela faze do ano que já é quase verão, já pensamos em praia, roupas leves, passear e sobre refeições ligeiras e leves (operação bikini hahaha), assim nada melhor que um peixinho assado no forno, bem reconfortante e ligeiro, já a pensar no verão, alem disso normalmente o peixe no forno sal sempre bem. É nada melhor que uma dourada no forno e de uma maneira bem portuguesa.

Ingredientes
2 douradas de 700/800 gramas cada
600 gramas de batatas
1 cebola grande
3 dentes de alho
1 colher (das de chá) de colorau
4 tomates
1 pimento vermelho
1 limão médio
1 ramo de salsa
Flor de sal
Pimenta moída na hora
Azeite

Preparação
Hoje em dia basicamente as peixarias já limpam o peixe e o preparam para o que sé destina. Basta em casa passa-lo por água fria para retirar algum sangue que possa conter, faça um corte ao meio deixando a espinha inteira e salpique com um pouco de flor de sal e pimenta por dentro. Coloque num tabuleiro com as batatas descascadas e em rodelas grossas a volta dos peixes, tempere de flor de sal e pimenta a gosto, nos cortes do peixe coloque umas rodelas de limão e polvilhe com o colorau. Adicione o pimento em tiras, os alhos descascados laminados e cebola descascada as rodelas. Cubra com os tomates em rodelas depois de lavados e regue com azeite e um copo de água, vai ao forno pré-aquecido 180ºC uns 50 minutos ou até ficar assado. Sirva com salada ou arroz branco.

Bom Apetite