Traductor

sábado, 23 de julho de 2016

O melhor Pudim Flan

O pudim flan, também conhecido como pudim de ovos ou pudim de leite é um dos pudins mais famosos de todo o mundo. Até porque a sua confecção Remonta da época do Império Romano, com o nome de" tyropatina" e com a particularidade de ser polveado com pimenta. Muito popular na Idade Média sobretudo na altura da Quaresma. Mais uma vez coube aos franceses no século VII, substituir a pimenta pelo o açúcar e popularizar o nome "flan" para sé referir a este pudim, derivado do alemão antigo" flado", que significava bolo ou objeto plano. Assim temos o Flan (como é mais conhecido) uma mistura de ovos e açúcar batidos e com adição de leite. A mistura é vertida na forma previamente untada com caramelo e tradicionalmente cozido em banho-maria com o caramelo na camada inferior. Depois de estar cozinhado é virado sobre um prato, fazendo com que o caramelo cubra o pudim. Desta receita fácil e simples hoje em dia também se usa outros ingredientes que deem mais sabor; como a baunilha, canela, casca de limão. Surgindo receitas que utilizam sumos e compotas de frutas, chocolate, café, queijo, iogurte. Assim como certas variações que incluem amêndoas, pistachos, doce de leite, limão, pimenta e mel e outras mais ousadas com queijo, peixe, espinafres, etc.

Depois desta grande variedade de maneiras de confeccionar o flan e fazer algumas, dando especial atenção ao com pimenta e mel, vou ficar com uma das mais tradicionais, e para mim a melhor maneira de fazer um pudim flan.

Ingredientes

Para o caramelo
300 gramas de açúcar
0,5 dl de água

Para o pudim
200 gramas de açúcar
10 ovos
1 litro de leite meio gordo
1 colher (das de sopa) de maisena

Preparação

Num tacho ao lume médio com as 300 gramas de açúcar e os 0,5 dl de água prepare o caramelo deixando um pouco claro, reserve. Numa tigela misture os ovos, o açúcar e maisena, misture bem com ajuda de uma vara de arames e junta-lhe o leite em fio mexendo sempre. Verta o preparado (fazendo passar por um passador de rede) na forma já untada com o caramelo e leve ao forno pré-aquecido 190º, em banho-maria cerca de uns 40 minutos, Deixe arrefecer bem o pudim para desenformá-lo, de preferência num prato ligeiramente fundo por causa do caramelo não transbordar.

P.S. _Para fazer a versão mel-pimenta, basta trocar o caramelo por mel misturado com 1 colher (sobremesa) de pimenta branca e untar bem a forma.


Bom Apetite

domingo, 17 de julho de 2016

One pot pasta "Mafalda com gambas e bolets"

Há dias assim ou porque não temos tempo, ou estamos com pressa, ou simplesmente estamos com preguiça e nos apetece jogar todos os ingredientes para dentro do tacho e que 
vire comida. Pois hoje é um dia desses............................

Ingredientes
200 gamas de massa mafalda ou tallarines
100 gramas de cogumelos selvagens
100 gramas de camarão descascado
50 gramas de tomates cherry
1 cebola pequena em gomos
1 dente de alho picado
1 ramo de salsa
1 copo de água
Sal, pimenta e azeite


Preparação
Num tacho largo coloque todos as ingredientes, tempere de sal e pimenta, cubra com água e leve ao lume forte tapado até levantar fervura. Destape e deixe cozer em lume baixo mexendo de vez em quando, mas com cuidado para não partir
a massa. Entre uns 10 ou 12 minuto a água terá evaporado, apague o lume e regue com o azeite, Sirva de imediato polvilhado com parmesão ou um queijo de sua preferência.


Bom Apetite

sábado, 9 de julho de 2016

Bolo de maças reineta

Comer refeições leves no verão é o que mais apetece, mas tudo complica na hora da sobremesa. Pode ser fresca que até sabe bem, mas com muitas calorias. E porque não aproveitar as frutas, até porque a ingestão de fruta assume na dia a dia uma porção alimentar bastante significativa, sobre tudo as maças que é a fruta, ( exceção dos cítricos) que pode ser conservada durante mais tempo e mantendo uma boa parte do seu valor nutricional. E olha que há maças para todo o gosto, há quem diga que comer uma maça ao dia terá uma vida mais sadia, Bueno pelo sim ou pelo não há que come-las. Assim deixo este bolo de maças, mais propriamente de reinetas que caracteriza-se sobretudo pela sua acidez. Possui textura e sabor crocantes e é uma das variedades com o mais baixo teor de açúcar, assim poderemos abusar um pouquinho mais da sobremesa.



Ingredientes
3 maças reinetas
3 ovos
1 colher (das de sopa) de coco ralado
1 colher (das de café) de canela
100 gramas de manteiga
200 gramas de farinha com fermento
150 gramas de açúcar
Sumo de meio limão

Preparação
Descascar as maças e retirar os caroços, corta-la em dadinhos e regue com o sumo de limão para não oxidar. Amolecer a manteiga e bater junto com o açúcar até ficar bem cremoso, ir juntando os ovos um a um batendo sempre. Incorporar a farinha tamisada e remover até ficar bem homogêneo, misturar com as maças e verta o preparado em uma forma de tarte já enfarinhada (manteiga e farinha) e levar ao forno pré-aquecido a 180º durante uns 40 minutos aproximadamente. Retirar do forno e deixe arrefecer um pouco para desenfornar, deixar esfriar totalmente. Misturar o coco com a canela e polvilhar por cima.


Bom Apetite