Traductor

sábado, 23 de agosto de 2014

Natas do céu "reedição"

Bem este e mais um dia de verão em Andorra (Chuva, frio e vento, sol só de vez em quando) e tem que ser bem aproveitados. Assim como o dia esta meio amargo resolvi adoça-lo com uma das sobremesas mais clássicas de Portugal, sobretudo da região de Aveiro, possivelmente uma herança dos doces conventuais, como quase todos os doces portugueses.
 As “Natas do Céu” um doce que sé vê muito na maior parte dos restaurantes da zona. Com um paladar inconfundível e uma doçura espetacular esta maravilha de doce até por acaso não é muito complicada de fazer, com uma variante enorme de receitas (com folhas de gelatinas, leite condensado, sem natas, etc.) eu prefiro a mais simples de todas, sem modificações. Afinal um doce é um doce e tem que sé saborear na sua plenitude.


Ingredientes
400 ml de natas frescas
8 colheres de açúcar
8 ovos
10 colheres ( das de sopa ) de açúcar bem cheias
10 colheres ( das de sopa ) de água
bolachas Maria torrada quanto baste


Preparação
Comece por preparar um doce de ovos, separe as 8 gemas dos ovos, reserve. Leve as 10 colheres de açúcar bem cheias e as 10 colheres de água num tacho em lume o lume baixo e mexendo sempre até virar ponto perola, retira-se imediatamente do lume e mexendo sempre para não ganhar grumos adiciona-se as gemas passadas por uma peneira, deixa-se arrefecer. De seguida batem-se as 10 claras em castelo, a parte batem-se as natas até ficarem duras, junta-se as outras 8 colheres de açúcar e mistura-se muito lentamente com as claras até obter uma mistura homogênea. Em taças pequenas ponha uma camada de (desta o-petei por por as bolachas trituradas só por baixo)  bolachas trituradas, outra da mistura, outra de bolachas outra de mistura e por cima o doce de ovos já arrefecido. Querendo pode adicionar umas raspas de nozes ou amêndoas por cima.


Bom Apetite

Sem comentários:

Enviar um comentário