Traductor

sábado, 25 de agosto de 2012

Bifanas



É o prato português mais conhecido, que não pertence a uma região em especial, sem nenhuma tradição nobre, mas de uma certa maneira já é uma espécie de alimento  tipo “fast food” a Portuguesa. É assim a nossa bifana feita com um pão tosco tipo saloio (papo seco ou bico) com uma febra de porco dentro. Nada mais simples, no entanto tão apetecível.

Sé bem me lembra de quando saia de copos com alguns amigos ( a uns aninhos atrás ). Sim era uma noite de farra que sempre acabava as 2 da manha comendo umas bifanas num café em Portomar ( uma aldeia bem perto de Mira Portugal ) e que maravilha que eram, com um forte sabor e um cheirinho a alho.
Já mais tarde numa das minhas viagens ao Algarve (como condutor de caminhões) costumava parar  em Vendas Novas, mais propriamente no café Boavista para comer uma boa bifana. Havia  por ai vários cafés a confecciona-las, mas este era um local de referencia em Vendas Novas na confecção deste petisco. Mantendo a sua receita original ainda hoje são apreciadas e possivelmente será as melhores bifanas de Portugal. O segredo dos temperos nunca descobri, mas sabia que eram feitas de fatias de lombo de porco batidas até ficarem bem finos e fritos em manteiga.
Também o norte de Portugal tem uma forte tradição em bifanas, mais propriamente na zona do porto. As bifanas à moda do Porto também são muito famosas, por ai qualquer tasco que sé preze sabe servir umas boas bifanas. Os sabores diferem de lugar para lugar segundo o seus segredos de temperos e confecção.
 Esta receita que voz trago hoje foi passada a mim por um conhecido que trabalhava num café ,acuando das minhas paragens na “cidade invicta” (um dos apelidos da cidade do Porto). Muito simples e fácil de fazer, na qual podemos reutilizar o molho da confecção varias vezes. Feito com lombo de porco na qual para o cortar bem fininho colocaremos no congelador  um certo tempo, não para congelar , mas sim para dar-lhe rigidez suficiente para poder fatia-lo bem fininho.

Ingredientes
Lombo de porco fatiado bem fino (quantidade necessária para o vosso apetite)
1 copo de óleo de boa qualidade
1 copo de vinho branco
1 cerveja (33cl)
1 cálice de vinho do Porto
1 cálice de Brandy ou whisky
1 colher (das de sopa) bem cheia de banha de porco
1 colher (das de sobremesa) de colorau
4 dentes de alhos pisados (pode pisar com um fundo de um copo)
2 folhas de louro
1 ou 2 malaguetas (se quiser bem picante corte-as ao meio, se quiser um picante moderado deixe-as inteiras) ou pode utilizar um picante tipo piripiri ou tabasco a gosto.
Sal que baste (preferência grosso)
 



Preparacão
Num tacho grande em lume lento ponha o óleo e banha até derreter, junta-lhe os alhos e o louro e deixe alourar ligeiramente. Passe para lume médio e acrescente o colorau e o vinho mexa bem e deixe levantar fervura. Passe para lume forte e coloque os restantes ingredientes menos o sal. Deixe 
ferver durante uns 5 minutos mexendo de vez em quando. Reduza para lume médio e vá introduzindo  a carne salpicada de sal (pouca quantidade de carne de cada vez), conforme vai cozendo a carne vai tirando para uma travessa funda, no fim regue com um pouco do molho.. Pode servir com arroz e batatas fritas ou se quiser dar uma de taberneiro à moda do porto, abra o pão e passe um beira pelo molho no tacho e coloque as bifanas, ponha um fio de mostarda (sé gostar) e bom apetite.















 Nota: Assim que o molho arrefecer coloque num recipiente e congele-o. Quando voltar fazer bifanas volte a utiliza-lo, sé necessária colocar um pouco mais de cerveja ( para descolar o molho do recipiente deixe alguns minutos em água quente). Ter atenção ao sal pois já contem algum da outra utilização (na terceira ou quarta utilização já não precisará de sal).

Bom Apetite

1 comentário: